07 JUL
#2 Série Autoestima: Crenças de Identidade, Capacidade e Merecimento
Autor

Karina Alves

Categoria

Dicas para Processo Seletivo

#2 Série Autoestima: Crenças de Identidade, Capacidade e Merecimento

No artigo anterior vimos que autoestima é a base, o segredinho para termos sucesso tanto nos processos seletivos quanto na carreira. Hoje quero ajudá-lo a compreender as principais crenças que formam nossa autoestima.

IMPORTANTE: Aconselho que leia o artigo #1 antes e depois volte aqui, pois lá tem a base do que vamos falar agora.

Vamos lá.

A autoestima é formada por crenças, coisas que acreditamos sobre nós, que podem ser positivas ou negativas; conscientes ou inconscientes, mas que guiam nossos pensamentos, nossos sentimentos e nossos comportamentos, por isso é importante conhecer as crenças que podem estar nos atrapalhando nos Processos Seletivos.

Mais precisamente é formada por um triângulo de crenças. Na base da pirâmide estão as crenças sobre o nosso SER, sobre nossa IDENTIDADE. Enquanto na parte intermediária, estão as crenças do FAZER, relacionadas a nossa CAPACIDADE de conseguir um bom emprego e no topo da pirâmide estão as crenças do TER, ligadas ao merecimento de uma vida com realização e sucesso.

Piramide

A crença da identidade é uma das mais perigosas, pois as pessoas dizem: SOU um desempregado; SOU fraco em experiências; SOU ruim de comunicação; SOU ansioso. Quando na verdade, precisamos entender estas características como momentâneas e dizer: ESTOU desempregado; ESTOU fraco em experiências; ESTOU ruim de comunicação; ESTOU ansioso.

Quando usamos o ESTOU ao invés do SOU trocamos uma crença de identidade por uma de comportamento e comportamento podemos mudar, agora identidade está ligada à nossa personalidade e pode tentar mudar a personalidade pode interpretado pelo inconsciente como algo nocivo demais para a pessoa. É uma mudança simples na fala, mas muito poderosa em resultados.

  • Crença do SER – Identidade (que se refere a quem você é)
  • Crença do FAZER – Capacidade (que se refere ao fazer, se é capaz ou não)
  • Crença do TER – Merecimento (que se refere ao merecer ou não)

Outra coisa importante, é que muitas pessoas focam no EU QUERO TER um bom emprego, um bom salário, uma boa casa….mas, não se esforçam para SER O MELHOR CANDIDATO e depois o Melhor Profissional e muito menos para FAZER as coisas certas para crescer e se desenvolver na carreira. Muitos se acomodam e fazem o mínimo apenas para manter o emprego, e quando surgem as crises ou a necessidade da empresa, são os primeiros a serem cortados e muitas vezes, encontram uma dificuldade enorme para serem recolocados no mercado de trabalho.

Então, quero convidá-lo a SER o melhor candidato possível, FAZER o seu melhor tanto na entrevista quando depois na contratação e com isso TER uma ótima carreira.

E, se você aceitou o meu convite, então, baixe este PDF  que contém 8 perguntas poderosas, que irão ajudá-lo a refletir sobre como você se vê, como enxerga sua capacidade e seu merecimento. É um mergulho profundo em suas crenças mais intimas.

Procure ser o mais sincero possível. Algumas pessoas no impulso dizem: claro que mereço e sou capaz, mas muitas vezes, lá no fundo não acreditam nisso. E, mesmo que estejam preparados, se no íntimo não acreditar que é capaz e merecedora, de algum modo o ciclo de pensamento-sentimento-comportamento irá dar um jeito de atrapalhar o resultado final, já que estará trabalhando para a crença inicial: não vou conseguir.

Esta etapa da reflexão é muito importante para conhecer o que pode estar realmente te atrapalhando mentalmente. E, no próximo artigo vamos para a parte prática, entrar em ação para melhorar sua autoestima, e lá vou te propor 4 desafios para que você vire a chave, de uma turbinada na sua autoestima e tenha destaque nos processos seletivos.

Vamos comigo?

Então, deixe seu comentário para eu saber se este conteúdo está lhe ajudando e quais são suas dúvidas. Aproveite e compartilhe para que mais pessoas possam ser beneficiadas com este conteúdo.

Um forte abraço e até a próxima

 

OBS: Caso deseje ver este conteúdo em vídeo, segue link abaixo: